Hoje conduz ela

A opinião de Patrícia Ribeiro sobre o Jaguar i-Pace

Ultrapassada que está a fase de adaptação tecnológica por parte dos grandes construtores de automóveis, começa-se a vivenciar um momento de viragem histórica na produção de veículos elétricos das marcas Premium mais referenciadas. Perspetivam-se apresentações oficiais de modelos totalmente elétricos no segmento de luxo e o início da sua comercialização na Europa. Este é um momento chave para o setor com o mercado finalmente a responder à procura.

A liderar esta oferta surge a Jaguar com o seu mais recente modelo e inovador i-Pace EV400 “all wheel drive and an all electric range”, agitando desde já o revolucionário mundo dos VEs com o lançamento do seu primeiro SUV elétrico. Detentor de uma silhueta predominantemente desportiva (linhas visuais herdadas dos modelos E-Pace e F-Pace), sobressai neste novo modelo elétrico toda a elegância e o glamour perfeitamente reconhecido no DNA da marca.

Com um interior elegante e minimalista, moderno e muito tecnológico, comporta uma bagageira traseira com mais de 1.453 litros e um compartimento dianteiro de 27 litros, dois ecrãs tácteis bastante inovadores onde é possível controlar o sistema de som, climatização, configurações específicas de gestão de todo carro elétrico, internet 4G com conectividade para dispositivos externos, sistema de navegação avançado, entretenimento informativo, atualização de software veículo via Internet, interactividade remota com ‘smartphones’ via App (para gestão de carga, autonomia e localização) e o novíssimo sistema de projecção de informação de apoio à condução sobre o vidro do pára-brisas.

Suportado em dois motores elétricos, o Jaguar i-Pace detém uma capacidade de aceleração só possível num carro elétrico de 298 kW (400 cv) e 696Nm binário, perfazendo dos 0 aos 100 km apenas 4,8 segundos. Comporta uma bateria com capacidade de 90 kWh estrategicamente colocada ao nível do chassi, com o intuito de reduzir o centro de gravidade e melhorar a dinâmica de condução inconfundível de um Jaguar, apoiada num sistema de suspensão que se ajusta automaticamente a velocidades mais elevadas, possibilitando assim 480Km de autonomia em ciclo WLTP. Vem capacitado de travões regenerativos que utilizam a energia cinética para ajudar a carregar as baterias, aumentando também por esta via a sua autonomia em estrada. Ao ativar-se a função ECO, é-nos dada a possibilidade de optar por uma condução mais ecológica, que nos permite um estilo de condução menos dinâmica mas mais eficiente do ponto de vista energético, priorizando as distâncias em detrimento da performance.

O novo Jaguar i-Pace encontra-se equipado com carregador de bordo CA monofásico de 7,4 kWh que permite 35 Km de autonomia por hora de carregamento; e 100 Km de autonomia por 15 minutos de carregamento em carregadores CC até 100 kW. Num posto de carregamento publico CC de 50 kW, uma hora de carga comporta uma autonomia de 270 Km. Durante os períodos em que a viatura permanece em carga, pode-se beneficiar de uma pré-programação do sistema de ar-condicionado para nivelar a temperatura no interior da viatura de acordo com a temperatura desejada antes de uma viagem, preservando por essa via a autonomia da bateria ao máximo.

Como não poderia deixar de ser, o novo Jaguar i-Pace traz de série um sistema de condução inteligente que inclui funcionalidades tecnológicas de assistência e apoio à condução, proporcionado uma segurança adicional: Travagem de Emergência, Controlo de Velocidade de Cruzeiro e Limitador de Velocidade, Monitor da Condição do Condutor, Assistência à Manutenção na Faixa, Reconhecimento de Sinais de Trânsito, Limitador de Velocidade Adaptativo e Câmara Traseira.

Para mais informações sobre o

JAGUAR i-PACE